Alunos da Escola Municipal Doutor Custodio conhecem o projeto Plantar

Na manhã de sexta-feira, dia 31 de agosto de 2018, alunos e professores da educação para jovens e adultos da escola Doutor Custodio, localizada em Itapuã do Oeste, visitaram o projeto “Plantar Rondônia”.

A atividade teve início no Viveiro Municipal de Itapuã do Oeste, onde Alexandre Queiroz, educador da Rioterra, apresentou o Projeto e tirou dúvidas sobre as formas de acesso aos benefícios oferecidos pelo “Plantar”.

“O projeto Plantar Rondônia apoiará agricultores familiares no processo de regularização ambiental das propriedades rurais com até quatro módulos fiscais, através da implementação do Programa de Regularização Ambiental – PRA”, disse Alexandre Queiroz.

Munidos dos equipamentos de proteção individuais, os alunos foram conhecer a Trilha da “Pedra Grande” na Floresta Nacional (Flona) do Jamari. Na floresta viram como funciona o processo de marcação de matrizes e a metodologia de coleta das sementes utilizadas para produzir as mudas que serão plantadas nos Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas e/ou Alteradas – PRADAs, um dos benefícios oferecidos no projeto “Plantar”.

 

Após a trilha, os alunos voltaram ao viveiro para visualizar o processo de produção das mudas, desde a germinação, beneficiamento de sementes, produção do substrato, até a rustificação das mudas, o último momento das mudas antes de serem plantadas nas áreas recuperadas

pelo projeto.

O viveiro e a produção de mudas são apenas uma parte do projeto que engloba outras atividades como: extensão rural para mais de 3.600 famílias, disponibilização de insumos e apoio técnico para recuperação de 3.000 ha de áreas em desconformidade com o Código Florestal, além da formação de núcleos associativos voltados à participação e empoderamento social como meio de auxiliar a implementação do PRA.

O Projeto “Plantar Rondônia” é realizado pelo Centro de Estudos da Cultura e do Meio Ambiente da Amazônia (CES) Rioterra, em cooperação com a Ação Ecológica Guaporé – Ecoporé e Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia – FETAGRO, com a parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – SEDAM e apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES através do Fundo Amazônia.