PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL É LEVADO À CAMPO EM RONDÔNIA

Primeiras atividades do Programa de Regularização Ambiental para propriedades da agricultura familiar são realizadas em Cujubim/RO

Extensionistas rurais do projeto Plantar, realizado pelo Centro de Estudos Rioterra em cooperação com Ecoporé e Fetagro, parceria da SEDAM/ RO e apoio financeiro do BNDES através do Fundo Amazônia promovem o primeiro mutirão de campo para implementação do Programa de Regularização Ambiental – PRA de imóveis rurais do Estado de Rondônia.

O objetivo é apoiar a regularização de propriedades da agricultura familiar que foram notificadas pelo sistema de análise do PRA por possuírem passivos ambientais (áreas em desconformidade com o atual Código Florestal), propor a adesão ao programa e elaborar os Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas e/ou Alteradas (PRADAs). As atividades tiveram início no dia 26 de agosto e se estenderão até o dia 06 de setembro, no município de Cujubim.

O PRA é um desdobramento do CAR (Cadastro Ambiental Rural) e trata-se de um instrumento jurídico que regulamenta as condições e prazos para a recuperação das áreas degradadas protegidas por lei, como áreas de APP (Áreas de Preservação Permanente), RL (Reserva Legal) e UR (Uso Restrito).

 

 

Esta ação está sendo executada por uma equipe multidisciplinar em forma de mutirão para o atendimento de 203 propriedades com:

  • Elaboração do PRADA (Projeto de Recuperação Áreas Degradadas e/ou Alteradas) no formato do Sistema do PRA;
  • Início da execução do projeto com o fornecimento de mudas, material de isolamento, adubos e calcário (para as propriedades que necessitarem);
  • Apoio produtivo e para organização social.

 

O projeto visa, além de promover a Regularização Ambiental da propriedade, proporcionar o aumento de renda através de apoio e diversificação para produção.

Podem participar agricultores familiares (aqueles que possuem propriedades rurais com até 240 hectares ou 100 alqueires), que participam de associações , sindicatos ou cooperativas rurais participantes dos núcleos de desenvolvimento associativo criados nos municípios de abrangência do projeto: Itapuã do Oeste, Cujubim, Machadinho D’Oeste, Rio Crespo, Ariquemes, Jaru, Ouro Preto do Oeste, Ji-Paraná, Presidente Médici, Castanheiras, Novo Horizonte do Oeste e Rolim de Moura.

Se você é agricultor familiar e ficou interessado, ligue para (69) 32236191, na sede do CES Rioterra ou para Coordenação de Extensão Rural (Sheila) 992447108.