TERCEIRO SETOR SE UNE PARA IMPLEMENTAÇÃO DO PRA EM RO

Centro de Estudos Rioterra (www.rioterra.org.br), Ecoporé (www.ecopore.org.br) e Fetagro (www.fetagro.org.br) assinaram essa semana termos de cooperação cujo objetivo é estabelecer ampla cooperação e intercâmbio científico e tecnológico para implementação do Programa de Regularização Ambiental (PRA) em Rondônia, abrangendo atividades de extensão, pesquisa aplicada, desenvolvimento de estágios, formação e treinamento de recursos humanos, absorção e transferência de tecnologias.

“Essa é mais uma ação que visa fortalecer a parceria existente e que pode gerar ótimos aprendizados para o desenvolvimento da política de regularização ambiental em Rondônia, pois são entes que atuam junto ao público da agricultura familiar, já possuem trabalhos anteriores em conjunto e, o principal, possuem credibilidade junto aos agricultores”, comentou Marcelo Ferronato, Presidente da Ecoporé.

A parceria prevê a realização de projetos para assistência técnica e extensão rural, recuperação de áreas, fortalecimento de cadeias produtivas, capacitações, ações de organização e gestão social em mais de 12 municípios do Estado. “Precisamos nos unir para enfrentar os muitos problemas que temos na agricultura familiar. Juntos, Ecoporé, Rioterra e Fetagro poderão alinhar estratégias de intervenção e assim, colher melhores resultados em nossos trabalhos”, enfatizou Creonice Vilarim, Coordenadora de Meio Ambiente da Fetagro.

“Acredito que estas sejam as organizações mais atuantes do terceiro setor em Rondônia que atuam no segmento da agricultura familiar. Faz todo sentido trabalharmos juntos. Isso amplia nossas possibilidades de intervenção no campo, permitindo que os reflexos para conservação da Amazônia ganhem escala. Os agricultores e a sociedade são que mais ganham com alianças deste tipo”, falou Telva G. Maltezo, Presidente do CES Rioterra.